Cidadania no ar
Busca:

O Leão que o São Paulo contratou.

 

Fui ao treino do Corinthians na era Luxemburgo e no dia seguinte ao treino do Santos, que tinha Leão no comando. O treino do Timão era em Bragança Paulista, num Hotel. O do peixe num Hotel Fazenda em Jarinu.

Era feriado e minha família foi comigo, aproveitar o passeio profissional. No treino do Timão, Luxa me chamou e quis conhecer meus filhos, Estevão de dez anos e João, de dois. Brincou com os meninos, tirou fotos e mandou Marcelinho e Vampeta fazerem o mesmo, que sem nenhuma frescura e com o maior bom humor agradaram os meninos. Fotos, sorrisos e beijos nas crianças. Saí muito, muito feliz. Minha mulher a Raquel idem.

No dia seguinte fui ao treino do Santos… Hotel Fazenda, tudo a ver.

Leão viu meu carro parar e de longe mandou dois seguranças em nossa direção. Pensei o melhor, numa recepção digna de um feriado. Enganei-me.

Os três, Raquel, Estevão e João tiveram que ficar dentro do carro, sem descer. Enquanto eu fazia meu trabalho. Ordens do chefe.

Os meninos não entenderam nada e como os seguranças não eram o Leão, trouxeram laranjas, porque fazia sol e eles estavam com muita sede e calor. Quarenta e poucos minutos sem sair do carro. Nenhuma foto, ou sorrisos, ou agrado.

Dias depois falei com o presidente do peixe sobre o caso. Ele lamentou e chamou Leão de cafajeste.

O fato não mudou minha postura com Leão, afinal eu poderia estar errado em levar meus filhos para o trabalho, coisa que meu pai Luiz Ceará Jr. o cara que me ensinou aquilo como sendo bom para a educação dos filhos, me fez entender.

Posteriormente, numa entrevista que fiz com o técnico num programa de TV, ele chorou ao falar sobre sua família, da falta que a proximidade dela fez durante sua carreira, como faz a de qualquer um de nos que vive do esporte. Estamos sempre longe de casa.

Esse é o treinador do São Paulo, um time de dirigentes educados e gentis.

Vamos ver esse lado, porque o tempo que ele terá com os jogadores é pequeno para recuperar a situação do tricolor.

Em tempo, Leão disse que sua mulher não agüentava mais vê-lo em casa. A minha adora me ver sempre perto dela e dos nossos filhos e netos.

 

Blog do Luiz Ceará – http://luizceara.blogosfera.uol.com.br – 25/10/11

Deixe um comentário

Cidadania no ar - todos os direitos reservados