Cidadania no ar
Busca:

LITERATURA E GASTRONOMIA SERVIDOS SOBRE A MESMA MESA

Literatura e gastronomia servidos sobre a mesma mesa
Marita Siqueira | marita.siqueira@rac.com.br

 
Café Bistrô Rubem Alves, que abrirá as portas para o público na sexta-feira

Juntar gastronomia e literatura num mesmo espaço era um dos desejos do escritor Rubem Alves. Porém, ele morreu em julho deste ano sem que o projeto se concretizasse. Cinco meses depois de sua morte, será inaugurado nesta quarta-feira (17), em Campinas (SP),  o Café Bistrô Rubem Alves, fruto da parceria entre a Associação Cultural Campinas e o Instituto Rubem Alves. O evento será apenas para convidados, mas a casa vai abrir ao público na sexta-feira (19).
O objetivo do Café Bistrô Rubem Alves é preservar a obra do homenageado e oferecer mais um espaço cultural para a cidade, muito além das letras. Isso porque o local pretende abrigar exposições temporárias e ser palco de palestras, apresentações musicais e cênicas. Sofisticado, como pede a boa gastronomia, e confortável, como um espaço para degustar cultura, o Café Bistrô é um ambiente para bebericar, tomar um café ou jantar com os amigos, e ainda conversar sobre poesia e arte, a exemplo do que ocorria no antigo Dalí Restaurante, entre os anos 1990 e 2010.

 

Resgate

 

“Havia um grupo de pessoas que se juntava no Dalí porque gostava de poesia e gastronomia. Eram uns 20 fiéis que se autodenominavam ‘canoeiros’, aqueles que remam pela terceira margem do rio. Mais tarde expandiu para a música, acolheu outras áreas da arte e meu pai era responsável pela programação”, conta a filha de Rubem Alves e diretora-presidente do Instituto, Raquel Nopper Alves.

 

Portanto, quando o presidente da Associação Cultural Campinas, Daniel Farineli Vivas, levou ao escritor a ideia do café, imediatamente ele se lembrou do Dalí. “Apresentei para o Rubem Alves o que eu pensava e ele disse: ‘Vou poder levar os canoeiros’”, conta.

 

Projeto cresceu

 

Do projeto inicial constava apenas de um café, mas ao unir forças com o Instituto Rubem Alves foi ampliado para restaurante. O local funcionará das 9h à meia-noite, vai oferecer café (de manhã e à tarde), almoço e assumirá o lado bistrô à noite. De modo adequado a um espaço de alta gastronomia contemporânea, as mesas possuem toalhas bem esticadas, cadeiras almofadadas e lustres robustos.

 

Para quem já conhece ou quer saber mais sobre a obra de Rubem Alves, seus livros estarão disponíveis aos frequentadores para consulta — em uma estante que serve de divisória entre a sala de entrada e a lateral — e até para compra, junto a souvenires como canecas estampadas com frases do escritor.

 

Ao longo da vida, Rubem Alves publicou 160 livros entre coletâneas de crônicas, obras infantis, de filosofia da ciência e da educação, filosofia da religião, biografias e teologia. Destes, 120, entre livros, audiolivros e DVDs, integram o acervo do restaurante. “Abre a obra dele para as pessoas degustarem”, afirma Vivas.

 

Decoração
A decoração do Café Bistrô Rubem Alves também integra a proposta de preservar a memória do escritor. Na entrada, um espaço chamado Carpe Diem reúne fotos do poeta. As paredes trazem frases, fotos de família em momentos de lazer, objetos pessoais e uma linha do tempo enquadrada. Os pássaros, recorrentes na obra de Alves, estão num painel, e o seu amado ipê-amarelo é tema de uma instalação na sala ao lado, batizada de Paisagens da Alma – Cultura e Saber, espaço equipado com telão, sofá e poltronas para a realização de palestras. A parede onde está a instalação de ipês abrigará as exposições temporárias.

 

Há ainda um deck de madeira — a Varanda Ipê —, que, numa daquelas belas coincidências da vida, possui três dessas árvores tão adoradas por Alves. “Quando eu aluguei o local, nem sabia que eram ipês. Foi um presente”, conta Vivas. Alves tinha forte relação com os ipês, tanto que suas cinzas foram jogadas aos pés de alguns deles, revela a filha.

Coquetel

 

O coquetel de inauguração do Café Bistrô contará com a presença da escritora e atriz Elisa Lucinda, com quem Rubem Alves publicou, em 2008, a obra ‘A Poesia do Encontro’, no qual puderam se aproximar e estreitar relações.

 

Na ocasião, também será lançado ‘Carpe Diem: As Anotações Essenciais de Rubem Alves’ (Papirus Editora, R$ 59,90), livro com fragmentos de textos do autor, um para cada dia do ano, que pode ser utilizado como caderno de anotações, agenda ou diário.

 

Café Bistro Rubem Alves

Rua Dr. Emílio Ribas, 476, Cambuí, Campinas (SP), fone (19) 3395-6525

Aberto a partir de sexta-feira (19/12), diariamente, das 9h a meia-noite

 

 

Deixe um comentário

Cidadania no ar - todos os direitos reservados