Cidadania no ar
Busca:

Música

« Posts Mais Antigos

LA MÁQUINA DE ESCRIBIR

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

La máquina de escribir. L. Anderson. Dir: Miguel Roa. Máquina de escribir: Alfredo Anaya

Enviado por Roberto Boscarriol;, São Paulo – SP.

Nando Reis – Citibank Hall

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Nando Reis – Voz e Violão Data: 25 de abril de 2015. Horário: Sábado às 22h00. Local: Citibank Hall SP – Av. Nações Unidas, 17.955 – São Paulo/SP. CEP: 04795-100. Abertura da Casa: Sempre 01h30 antes do início do show/espetáculo. Classificação Etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos. 1⁄2 Entrada: Meia entrada nas bilheterias do Citibank Hall SP e PDV ́s, pessoalmente, mediante apresentação do documento que comprove a condição prevista em Lei. Limitado a 40% (quarenta por cento) da capacidade. 12 e 13 anos permitida a entrada acompanhados dos pais ou responsável legal. 14 anos em diante permitida a entrada desacompanhados.

 

CANÇÃO PARA VINÍCIUS

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

 

Minha mensagem,é um clip de uma música que compus ao meu neto quando ainda estava sendo preparado no ventre da mãe dele em julho.2004. Em junho.2007 ele partiu para sua estrela e ficou a saudade, mas o pouco tempo que tivemos juntos foi de infinito amor.

Canção para Vinícius
Clélio Muniz Pires, Guarulhos – SP

TUDO NA VIDA

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Artista: Le Dib Música: Tudo na vida Realização: Monstro Filmes Imagens: Max Machado, Ian Leite, Kaluã Leite Edição: Ian Leite Cor e finalização: Max Machado

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLÔRES GERALDO VANDRÉ

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

 

 

Principais comentários

  • Tenho hoje 64 anos e muitas lembranças dessa época. Essa canção tornou-se um hino para todos os brasileiros subjugados pelos ditos revolucionarios de 31 de Março de 1964. Um regime despótico dominou a nação por longos anos. Rasgaram a Constituição e usurparam o poder pela força das armas, com apoio irrestrito dos poderosos e oportunistas de plantão. O medo imperava entre estudantes, operários, religiosos e todas as pessoas conscientes que buscavam exercer os direitos fundamentais.

    SuperJujar 3 meses atrás 6

     
  • Ele foi maravilhoso, pena que largou a música depois de ter sido preso e torturado. Mas ninguém nunca vai poder tirar o seu valor, ele vai fazer sempre parte da história do nosso país.

    irisalvim 4 meses atrás 3

  • Nesta época ,eu era uma criança e cresci com medo de ouvir essa música

    Hoje escuto sem parar para recuperar o tempo e apreciar um dos maiores poetas ,cantores do Brasil.Estou emocionada ouvindo a voz deste homem com tanta força e idealismo.

    Salve,Vandré.

    Myria2008

     
  • gostarua dessa partitura para tocar no violino e muito bonita

    piolhoamarelo 3 semanas atrás

     
  • Vandré não venceu o Festival Internacional da Canção (TV Globo, 1968) com esta música por pressão dos militares que então nos governavam. Telé Cardim, a torcedora-símbolo dos festivais, chegou até a viajar como clandestina de São Paulo até o Rio para avisar Vandré que, se “Caminhando” ganhasse, a turma da farda o levaria preso! Ele não levou a sério, mas Walter Clark, então dirigente da Globo, recebeu por telefone ordem do general Sizenando para que a música não ganhasse. E deu “Sabiá”…

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

DULCE MARÍA – INGENUA

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

 

Exagerado

quinta-feira, 21 de julho de 2011

(Cazuza / Ezequiel Neves / Leoni)

Cazuza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Amor da minha vida
Daqui até a eternidade
Nossos destinos foram traçados
Na maternidade

Paixão cruel desenfreada
Te trago mil rosas roubadas
Pra desculpar minhas mentiras
Minhas mancadas

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Eu nunca mais vou respirar
Se você não me notar
Eu posso até morrer de fome
Se você não me amar

Por você eu largo tudo
Vou mendigar, roubar, matar
Até nas coisas mais banais
Pra mim é tudo ou nunca mais

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Por você eu largo tudo
Carreira,dinheiro,canudo
Até nas coisas mais banais
Pra mim é tudo ou nunca mais

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Enviado por Priscila Alves Pereira, São Paulo – SP.

Vinícius E Toquinho

quinta-feira, 21 de julho de 2011

 

Composição : Toquinho / Vinicius de Moraes

Menininha do meu coração
Eu só quero você
A três palmos do chão
Menininha, não cresça mais não
Fique pequenininha na minha canção
Senhorinha levada
Batendo palminha
Fingindo assustada
Do bicho-papão

Menininha, que graça é você
Uma coisinha assim
Começando a viver
Fique assim, meu amor
Sem crescer
Porque o mundo é ruim, é ruim
E você vai sofrer de repente
Uma desilusão
Porque a vida é somente
Teu bicho-papão

Fique assim, fique assim
Sempre assim
E se lembre de mim
Pelas coisas que eu dei
E também não se esqueça de mim
Quando você souber enfim
De tudo o que eu amei

 

 

 

terça-feira, 21 de junho de 2011

 

Bola de Cristal – Fernando & Sorocaba

 

PEGA LADRÃO!!!

segunda-feira, 2 de maio de 2011

 

Pega ladrão
música de Gabriel, o pensador

enviada por Sergio Mikitchuk, Brasilia – DF.

segunda-feira, 21 de março de 2011

 

Daniel Gonzaga – Comportamento Geral

 

 

 

 

 

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

LUCAS VENUTTI- SARAU POESIA OU MORTE

 

enviado por  Meire Aghinoni Venutti, São Paulo – SP
(11) 8446-7912

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

♥ Dana Winner – Ich liebe Dich ♥

 

domingo, 18 de julho de 2010

Um Dia de Domingo – Tim Maia e Gal Costa

terça-feira, 22 de junho de 2010

Zélia Duncan

segunda-feira, 7 de junho de 2010

 Zélia Duncan

“Pelo Sabor do Gesto” o mais novo lançamento de Zélia Duncan. O Cd foi indicado ao Grammy Latino e já é considerado um dos melhores da cantora.

 

 

 

sábado, 10 de abril de 2010

Minha Casa

Zeca Baleiro

É mais fácil
Cultuar os mortos
Que os vivos
Mais fácil viver
De sombras que de sóis
É mais fácil
Mimeografar o passado
Que imprimir o futuro…

Não quero ser triste
Como o poeta que envelhece
Lendo Maiakóvski
Na loja de conveniência
Não quero ser alegre
Como o cão que sai a passear
Com o seu dono alegre
Sob o sol de domingo…

Nem quero ser estanque
Como quem constrói estradas
E não anda
Quero no escuro
Como um cego tatear
Estrelas distraídas
Quero no escuro
Como um cego tatear
Estrelas distraídas…

Amoras silvestres
No passeio público
Amores secretos
Debaixo dos guarda-chuvas
Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem
Não posso parar
Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem
Não posso parar…

Veja o mundo passar
Como passa
Uma escola de samba
Que atravessa
Pergunto onde estão
Teus tamborins?
Pergunto onde estão
Teus tamborins?
Sentado na porta
De minha casa
A mesma e única casa
A casa onde eu sempre morei
A casa onde eu sempre morei
A casa onde eu sempre morei…

enviada por Juliana Macena

domingo, 28 de fevereiro de 2010

O Lobo Bom

Edu Lobo lança “Tanta marés”, disco que traz  parcerias inéditas com Paulo César Pinheiro e novas versões para músicas feitas com Chico Buarque

 

 

O cantor e compositor Edu Lobo passou ao largo da polêmica carnavalesca do “Lobo Mau”. E não por desgostar dos ritmos de momo: em seu novo CD “Tantas Marés” há até um frevo rasgado. Longe do alarido reinante, ele é dono de uma das carreiras mais sólidas da MPB. O novo disco traz apenas seis músicas inéditas, mas, em se tratando de Edu Lobo, é o suficiente para saudá-lo como um dos melhores deste início de ano.

                                                                                                                 Ivan Claudio – ISTOÉ

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

 

RITA LEE

No escurinho do cinema

Cidadania no ar - todos os direitos reservados