Cidadania no ar
Busca:

Mensagens Recebidas

« Posts Mais Antigos« Posts Mais Antigos

CINZENTO, QUASE PRETO

sábado, 5 de outubro de 2013

Cinzento, quase preto

Fizeram, desfizeram e conseguiram barrar o partido de Marina. Constrangedora a decisão do TSE de não aceitar o registro sob alegação de falta de assinaturas. No ABC (pobre ABC), por exemplo, os cartórios eleitorais criaram as mais variadas exigências, impedindo a assinatura dos que desejam tê-la como candidata. Mas foram registrados dois novos partidos, as assinaturas (será ?) foram conseguidas a toque de caixa. Muito triste!

J. PERIN GARCIA – jperin@uol.com.br – São Paulo
O Estado de São Paulo, 5 de outubro de 2013

CULPA NO CARTÓRIO

sábado, 5 de outubro de 2013

Culpa no cartório

Com a negativa do registro à Rede de Marina Silva fica claro que algo estranho aconteceu nos cartórios do ABC, Osasco e Mauá, por coincidência, redutos majoritários do PT. Alguém tem culpa nesses cartórios.

CLAUDIO JUCHEM, cjuchem@gmail.com – São Paulo –
O Estado de São Paulo, 5 de outubro de 2013

EXIGÊNCIAS

sábado, 24 de agosto de 2013

 

“Não temos pessoalmente nada contra os cubanos. Mas tem de ser dentro de uma determinada norma jurídica que possa equiparar os médicos entre si. Nossa preocupação é sobre a relação de trabalho. Parece que o governo brasileiro está passando sobre uma série de questões.”

Rogério Aguiar
Presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul
O Estado de São Paulo, 24 de agosto de 2013

 

A LUTA CONTINUA

domingo, 18 de agosto de 2013

Se os 20 centavos levaram os brasileiros às ruas, imaginem se houver reversão das condenações do mensalão, sem dúvida alguma, o maior escândalo político do País. O mensalão foi um projeto auspicioso para corromper membros do Legislativo, cuja intenção clara era a perpetuação de um só partido no poder.

ARCANGELO SFORCIN FILHO arcangelosforcin@gmail.com São Paulo
O Estado de São Paulo, 18 de agosto de 2013



O MENSALÃO E A DEMOCRACIA

domingo, 18 de agosto de 2013

O mensalão e a democracia

O novo ministro do STF, Luís Roberto Barroso, tem toda a razão quando diz que corrupção não é para ser politizada e que ela existe em todos os partidos. Existe, sim, em todo lugar e não é invenção tupiniquim. Mas quando alega que o mensalão é só mais um caso de corrupção está redondamente enganado, ouso dizer. O mensalão não foi um mero caso de corrupção, mas um atentado à nossa democracia, que outra vez fica ameaçada quando um ministro do Supremo diz o que ele disse. No mensalão foi montado um esquema abjeto para concentrar o poder político em poucas mãos, mantendo parlamentares cerceados e controlados pelo dinheiro. Uma compra de votos que tolhia o processo democrático. Barroso disse ainda ser o mensalão algo que sempre ocorre no Brasil e na política. Essa é a tese dos petistas e só serve ao PT. É uma forma de amenizar a magnitude dos fatos. O mensalão foi um grande atentado à democracia!

MARIA TEREZA MURRAY terezamurray@hotmail.com São Paulo
O Estado de São Paulo, 18 de agosto de 2013

CORRUPÇÃO – O MAL MAIOR

domingo, 18 de agosto de 2013

CORRUPÇÃO

O mal maior

As atenções voltam-se novamente para o STF, que agora julga os embargos do mensalão. Mas não se pode esquecer de que os milhões desviados e distribuídos não são o mal maior. Muito mais grave foi o atentado à democracia, ao se comprarem políticos do Poder Legislativo. Esse, sim, deve ser o crime a ser julgado.

HELEO POHLMANN BRAGA heleo.braga@hotmail.com Ribeirão Preto
O Estado de são Paulo, 18 de agosto de 2013

VAI PRA CASA PADILHA

sábado, 10 de agosto de 2013

MAIS UM POSTE

Alexandre Padilha

Lula se articula para lançar mais um cupincha, agora como candidato ao governo paulista: o fracassado, vaiado e indesejado ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que não teve a mínima capacidade para administrar o ministério que dirige. O que dizer, então, dele administrando um Estado como São Paulo?

ANGELO TONELLI
angelotonelli@yahoo.com.br
O Estado de São Paulo, 10/08/2013

LIVROS DIDÁTICOS

sábado, 13 de julho de 2013

Estou muito grata pelos pedidos dos livros que Sr. vem trazendo.
Este pedido que – lhe vou fazer é diferente.
– Língua Portuguesa ou vestibular ou concursos.
Se não tiver, não se preocupe,estarei lhe fazendo outros.
Obrigada,

Circulina Juliana Baitello, Itapevi – SP.

CAMP PINHEIROS

ANJO

segunda-feira, 8 de abril de 2013

 

Uma criança pronta para nascer pergunta a Deus:

“Como eu vou viver sendo assim pequeno e indefeso?

“Deus disse: “Eu escolhi um anjo para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você.”

Criança: “Aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?”

Deus: “Seu anjo cantará e sorrirá para você… A cada dia, a cada instante, voc…ê sentirá o amor do seu anjo e será feliz.”

Criança: “Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?”

Deus: “Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.”

Criança: “E o que farei quando eu quiser lhe falar?”

Deus: “Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.”

Criança: “Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?”

Deus: “Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida.”

Nesse momento é chegada a hora do nascimento.A criança, apressada, pediu suavemente:

“Deus, eu estou no ponto de ir agora, diga-me por favor, o nome do meu anjo.”

E Deus respondeu:

“Você a chamará de MÃE”

enviada por Marcio Chiado, São Paulo

 

MEDIDA DRÁSTICA

sexta-feira, 22 de março de 2013

“Medida drástica é obrigar todos os políticos a usar o SUS e matricular seus filhos em escolas públicas”
Cristina Hesketh Braun/ São Paulo, sobre a sugestão de Dilma a respeito dos flagelados das chuvas.
ch.braun@globo.com
O Estado de São Paulo, 21 de março de 2013

Cidadania no ar - todos os direitos reservados